Total de visualizações de página

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

O Elo Perdido

Para a minha amiga Valéria, de Paris!
Era essa a série que você havia mencionado?
Bjs.

5 comentários:

valeriagallio disse...

Ai Zé!!!!!!!
Era isso mesmo! estou emocionada, lembrei daqueles dias de criança paulistana presa no apartamento, vendo TV. Ao primeiro acorde eu corria pra frente da tela e pirava nessa série. Sim, eu tinha uns 5 anos eheh Mas a parte mais louca era a de uma caverna que tinha uns monstros que faziam um ruído estranho, como de uma respiração ofegante. Cara, eu tinha altos pesadelos com aquilo mas não deixava de ver a série. Lembra daquele dinossaurinho fofo de estimação deles? ai, Zé, obrigada! obrigada mesmo por essa lembrança!
beijos saudosos
Valéria

valeriagallio disse...

Zé! Eram os "sleetstack", como você deve saber. Cara, o que você me fez lembrar... Eu tinha medo em particular de quando eles estavam dentro da caverna, aquele gelo seco hahahahahah

Olha aí um episódio da série pra vc linkar no seu blog.

http://www.youtube.com/watch?v=cEVjubJevNM&feature=related

bjos

José Eduardo R. de Camargo disse...

Valeu, Val! Então vc só tinha 5 anos na época? Que gracinha! Bem, eu já era adolescente no período e achava a série bem ruinzinha embora eu não perdesse um episódio sequer, o que não deixa de ser engraçado! E os tais Sleetstack pareciam répteis mas tinham olhos de insetos!!! é claro que para crianças pequenas esses bichos pareciam bem assustadores. E o menino-macaco, então? Na época eu já era iniciado na Teoria da Evolução de Darwin e achava que o título da série O Elo Perdido referia-se a ele. Sacou? Mas claro que em inglês não era nada disso já que o título é The Land of the Lost! Mas é óbvio que a série se inspirava em The Lost World (O Mundo Perdido) de Arthur Conan Doyle!... Depois o Spielberg aproveitaria para fazer o seu Mundo Perdido enquanto sequência de Jurassic Park. É isso! Bjs

valeriagallio disse...

Zé, vc é uns 6 anos mais velho do que eu, tinha uns 11 anos na época. Tudo bem, talvez eu tivesse 6 ou 7 anos, mas não mais que isso, certeza. Isto é, a contar que as pessoas de 12 ou 13 anos na época eram crianças mesmo, ao contrário de hoje, normal vc assistir "Elo Perdido", não encana hehehe
Sim, é trash mesmo, mas é tão cult... e que esperto vc, heim? já sacar o "elo perdido" nessa idade. Ai, ontem o Marcelo morreu de rir de mim, eu pirando aqui, vendo o episódio inteiro no youtube. A gente é doido mesmo.
beijos e...que saudade!!!!
Valéria

ps.: a carteirinha da Fundação me dá direito aos museus DE GRAÇA!! Nem sei o que dizer. Bom, acho que sofisticamos um pouco mais o nosso gosto artístico, comparado às séries de antanho heheheheheh

José Eduardo R. de Camargo disse...

Pois é! E essa história de meu contato com Darwin é interessante. Me lembro que quando eu tinha uns 9 ou 10 anos (para saber com exatidão a idade só perguntando à minha mãe!) fui obrigado a fazer aulas de catecismo. Durante essas aulas, o então pequeno herético que vos fala, vivia discutindo com o padre a respeito do Gêneses e de Adão e Eva. Dizia eu, em contraponto, que a terra tinha 4,5 bilhões de anos, os dinossauros andaram sobre a terra e desapareceram há 65 milhões de anos, e, heresia suprema, o homem evoluiu de ancestrais comuns aos macacos. Pra quê, meu! Por pouco não fui expulso das aulas pelo irritado padre catequético! Mas meu pai, que tbm era chegado numa heresia, contemporizou junto ao padre-mor da paróquia, que era o superior do catequético e homem muito esclarecido, aliás, e acabei sendo crismado assim mesmo. Engraçado tudo isso, não? Mudando de assunto: É claro que o Marcelo só podia achar engraçado! E é claro que a criançada de hoje acharia uma série como essa uma porcaria! Mas, catso, idaí? Por fim, não exagere nas carteiradas nos museus!...rs. Os europeus são muito ciosos quanto aos direitos e deveres dos cidadãos.
Bjs.